Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88
Medplan - Confiança quando você mais precisa

Pesquisar no Medplan

Álbuns

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88
13.12.2013 - Confraternização Encaminhamento - Medplan
A turma do encaminhamento Vital, Standard e Master...

Veja Mais álbuns
Rir é o remédio


Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Clique aqui
Medplan / Atuação

Enquetes anteriores


Infância

Bater para educar pode gerar adultos violentos e com baixa auto-estima


Uma indagação ronda a cabeça da maioria dos pais, quando o assunto é a educação dos filhos. Será que é necessário “dar umas palmadas” para educar? A nossa última enquete abordou o tema ao perguntar a opinião dos internautas sobre o fato da Câmara Federal ter aprovado um projeto de lei que proíbe o castigo físico em crianças e adolescente. A maioria que respondeu a pergunta (57, 6%) defendeu que as palmadas são necessárias para educar.

Médicos e psicólogos divergem sobre a questão das palmadas serem educativas ou não, mas concordam que a violência pode criar um adulto agressivo e que vai repetir esse padrão de comportamento com filhos e demais pessoas de sua convivência. O neuropediatra Geraldo Barbosa é da opinião de que o diálogo é sempre mais construtivo do que qualquer tipo de ameaça ou bater. “A palmada pode trazer conseqüências psicológicas ruins no futuro da criança. Assim como qualquer tipo violência que ela sofra, pois quando essa criança for pai ou mãe vai achar que a violência é natural e vai repetir com os filhos”, diz.

Ele observa que hoje se fala em educação permissiva, que não impõe limites. “Mas bater não é pôr limites. O que muitas vezes acontece é que pais e mães estão muito envolvidos com trabalho e com o corre-corre da vida moderna, e ficam sem tempo para os filhos. Nessa situação o papel de educar é transferido para a escola ou para quem cuida da criança, como a babá. Aí quando os pais estão em casa levam os problemas do trabalho, não têm paciência com os filhos e, às vezes, acabam descontando na criança”, comenta.

O médico acrescenta que para equacionar a questão é importante que os pais tenham qualidade de tempo com os filhos. “Se não podem ficar muito tempo junto dos filhos, pois que o tempo disponível seja vivenciado com atenção. Um final de semana voltado para eles, com programas específicos, com carinho, conversa e atenção”, ensina.

Já a psicóloga Alissamara Prado diz que palmadas podem ser educativas. “Mas claro que palmada para ensinar é algo bem diferente de espancamento. Isto é abominável”, frisa e comenta, “As palmadas educativas são necessárias, por exemplo, em casos em que a criança é agressiva e bate nas pessoas. Digamos que nesse nosso exemplo a criança venha de outra família em que a violência é algo comum, então ela repete aquele padrão de comportamento. Em um caso assim, pode-se pegar as mãos da criança e dar umas palmadas para mostrar que o comportamento dela é inadequado. Isto é ensinar limite. Mas em um primeiro momento é sempre bom começar com o diálogo”.

Alissamara comenta ainda que bater na criança pode ser bem problemático. “Ela pode tornar-se uma pessoa medrosa ou violenta. Na vida adulta poderá ser anti-social, revoltada e levar isso para o mundo. Pode também ser uma pessoa com baixa auto-estima”, conclui.

Outras opiniões

Do universo da enquete do Portal Medplan, 24% dos votantes disseram acreditar que a lei vai ajudar a diminuir a violência contra a criança e o adolescente no Brasil. Já 12,1% acham que educar pela violência é algo abominável e 6,1% têm a opinião que palmadas são desnecessárias em todos os casos.

 

A Câmara Federal aprovou projeto de lei que proíbe castigo físico em crianças e adolescentes. Na sua opinião:  

Palmadas são necessárias para educar
57.6 %
Palmadas são desnecessárias em todos os casos
6.1 %
Educar pela violência é abominável
12.1 %
A lei vai ajudar a diminuir a violência contra a crianaça
24.2 %

« Veja os resultados das outras enquetes


Fale com o Medplan : (86) 3131-8888 | medplan@medplan.com.br
Novos números: Atendimento 24h: (86) 3131-0700 Informações: (86) 3131-8888
© 2004-2018 | Medplan Assistência Médica| Todos os direitos reservados | Política de Privacidade | Expediente
Estatísticas: 1242953 Acessos