Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88
Medplan - Confiança quando você mais precisa

Pesquisar no Medplan

Álbuns

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88
13.12.2013 - Confraternização Encaminhamento - Medplan
A turma do encaminhamento Vital, Standard e Master...

Veja Mais álbuns
Rir é o remédio


Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Clique aqui
Medplan / Atuação

Enquetes anteriores


Enquete

Enquete do Portal Medplan discute pílula do dia seguinte


Alternativa para evitar a gravidez indesejada, a pílula do dia seguinte começou a ser comercializada no Brasil em 2000. De lá para cá, muita gente já recorreu ao contraceptivo, mas ainda é grande a desinformação que cerca o método.

Enquete realizada no Portal Medplan durante o mês de junho mostra que a maioria dos internautas conhece e até já recorreu ao medicamento para evitar uma gravidez indesejada. 43,3% dos votantes afirmaram que já usaram a pílula do dia seguinte mais de uma vez e que utilizariam o método novamente. Mas será que esses internautas conhecem os efeitos do uso repetido desta contracepção?

Os especialistas são unânimes em afirmar que a pílula do dia seguinte é um contraceptivo de emergência. Ou seja, o medicamento foi desenvolvido para ser utilizado apenas em situações extraordinárias e imprevisíveis, como o rompimento da camisinha durante o ato sexual ou em casos de estupro.

Quando passa a ser utilizada com freqüência, a pílula do dia seguinte pode perder sua eficácia e ainda causar graves efeitos colaterais na mulher, como dores de cabeça, náuseas, sangramento e irregularidade no ciclo menstrual. Isto ocorre porque o contraceptivo concentra em sua fórmula altas doses de hormônio. Para se ter uma ideia, uma só pílula do dia seguinte pode conter a mesma quantidade de hormônios presente em uma cartela inteira da pílula anticoncepcional comum.

A pílula do dia seguinte também possui algumas contra-indicações, por isso, deve ser sempre receitada por um médico.

Como o remédio atua?

Diferentemente dos outros métodos contraceptivos, a pílula do dia seguinte é utilizada após o ato sexual desprotegido. O medicamento só faz efeito se usado até 72 horas após a relação. Quanto mais tempo a mulher demora para recorrer ao medicamento, menor é a eficácia do mesmo. Usada até 24 horas depois da relação, a pílula tem um índice de falha de 5 %.

São as altas doses de hormônio presentes na fórmula da pílula que dificultam o encontro do espermatozóide com o óvulo e impedem a gravidez. Nos casos em que a fecundação já tenha ocorrido, a medicação também provoca a descamação do útero, o que pode impedir a implantação do ovo fecundado. Caso o ovo já esteja implantado, a pílula não terá mais efeito e a gestação seguirá normalmente.

Camisinha é melhor que pílula

A pílula do dia seguinte é uma importante alternativa para evitar a gravidez indesejada, mas não foi criada para substituir os métodos contraceptivos preventivos.

A camisinha continua sendo apontada como a melhor solução para quem quer ter uma vida sexual ativa e evitar não só a gravidez como também as Doenças Sexualmente Transmissíveis. A pílula anticoncepcional comum também é método indicado para quem quer evitar a gravidez e tem um índice de eficácia até maior do que a pílula do dia seguinte.  Esta parece ser a receita seguida por 30% dos internautas que participaram da enquete do Medplan. Eles afirmaram que nunca precisaram recorrer à pílula do dia seguinte porque utilizam outros métodos de prevenção.

Dentre os demais participantes da enquete, 5% afirmaram que nunca usaram a pílula do dia seguinte por desconhecer o funcionamento do método. 13,3% afirmaram que recorreram ao contraceptivo apenas uma vez. E outros 8,3% afirmaram que nunca usariam a pílula por considerá-la um método abortivo.

C.P
30.06.2009

Você já recorreu à pílula do dia seguinte para evitar uma gravidez? 

Não, porque não sei como usar.
5 %
Nunca usei porque me previno.
30 %
Já usei uma vez.
13.3 %
Já usei mais de uma vez e usaria novamente.
43.3 %
Nunca usaria porque considero método abortivo.
8.3 %

« Veja os resultados das outras enquetes


Fale com o Medplan : (86) 3131-8888 | medplan@medplan.com.br
Novos números: Atendimento 24h: (86) 3131-0700 Informações: (86) 3131-8888
© 2004-2018 | Medplan Assistência Médica| Todos os direitos reservados | Política de Privacidade | Expediente
Estatísticas: 1013638 Acessos