Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88
Reitor Luiz Júnior fala sobre sua trajetória de sucesso na UFPI - Medplan

Pesquisar no Medplan

Álbuns

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88
13.12.2013 - Confraternização Encaminhamento - Medplan
A turma do encaminhamento Vital, Standard e Master...

Veja Mais álbuns
Rir é o remédio


Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Clique aqui

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Strict Standards: Non-static method Loader::import() should not be called statically in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/loader.php on line 88

Deprecated: Function sql_regcase() is deprecated in /home/medplan/public_html/arquivo.medplan.com.br/conteudo.php on line 35
Imprensa / Retrato 3x4 de uma pessoa 100x100
13 de Abril de 2011 - Entrevista

Reitor Luiz Júnior fala sobre sua trajetória de sucesso na UFPI

O Professor Doutor Luiz de Sousa Santos Júnior fala ao Portal Medplan sobre a sua trajetória de crescimento e sucesso dentro da UFPI.

Reitor revela sua vivência na UFPI desde os tempos de estudante
Reitor revela sua vivência na UFPI desde os tempos de estudante

O gosto pelos estudos alçou o estudante do curso de Licenciatura Plena em Química da Universidade Federal do Piauí – UFPI a uma posição que nem mesmo ele imaginava atingir. Após pouco mais de quatro anos como discente, nosso personagem se tornou professor da instituição.

Anos se passaram e após construir uma carreira brilhante como professor e como pesquisador foi a experiência como gestor que fez dele o primeiro reitor da UFPI eleito simultaneamente por funcionários, estudantes e professores. Estamos falando do professor Luiz de Sousa Santos Júnior.

O notável teresinense de 57 anos e agenda lotada devido aos compromissos inerentes a sua posição encontrou espaço para ceder uma entrevista ao Portal Medplan.

Como teve início sua trajetória na UFPI?

Entrei na UFPI como estudante em 1974 e já no ano de 1978 me tornei professor. Fiquei como aluno apenas quatro anos e meio. Ainda demorei um pouco para assumir o cargo de professor porque tive que esperar para receber o meu diploma. Naquela época as contratações eram feitas através de análise de currículo. Conquistei a vaga porque sempre fui envolvido com pesquisa e realizei monitorias.

Anos mais tarde tive a oportunidade de fazer o mestrado e o doutorado na Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. Em termos de trabalho, me considero 100% UFPI, pois nunca trabalhei em outro lugar.

Como um professor de Química se tornou um gestor?

Ainda durante o tempo em que estive na UNICAMP senti a necessidade de buscar melhorias para a UFPI. Naquela instituição, participei de colegiados e resolvi que teríamos que trazer novidades para a nossa Universidade. Concluí o meu doutorado no ano de 1992. Ao retornar, criei um grupo de pesquisa na área de materiais. Nessa época estava sendo criada a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí – FAPEPI. Então, a UFPI me escolheu para representá-la frente a essa instituição, da qual acabei me tornando Diretor Científico.

Em 1995 me tornei Chefe de Departamento do Curso de Química e dois anos mais tarde fui eleito Diretor de Centro Ciências da Natureza – CCN, oportunidade em que pude aproximar o CCN da Administração Superior da UFPI.

Algum tempo depois, quando me tornei Vice-Reitor, comecei a me preparar de fato para assumir a Reitoria. Com aquela experiência, vi que poderia fazer mais pela Universidade.

Quais as principais conquistas em todos esses anos de UFPI?

Ainda nos anos 90, uma das grandes inovações que trouxemos para o Estado foi um aparelho chamado calorímetro, que é um equipamento isolado termicamente do meio ambiente, utilizado para fazer estudos sobre a quantidade de calor. Fomos o segundo Estado do país a ter esse tipo de aparelhagem. Só havia um calorímetro igual no Brasil, que ficava na UNICAMP.

Certamente, os pontos principais da minha gestão a frente da UFPI são a Expansão e a criação de cursos de Pós-Graduação. Quando me tornei Reitor, eu e minha competente equipe lutamos para aumentar a quantidade de cursos da UFPI e também para criar novos pólos. Hoje tenho orgulho dos campi de Bom Jesus, Floriano e Picos.

O melhor sob esse aspecto é saber que estamos atraindo professores doutores para esses campi. Ou seja, estamos mantendo um padrão de qualidade que já nos permitiu criar cursos de Pós-Graduação fora de Teresina e que vai nos permitir realizar muito mais.


Quem é o seu grande ídolo?

Com certeza o meu grande ídolo é meu pai. Infelizmente, ele faleceu, mas era um grande homem, era funcionário público. É impossível falar nele sem sentir saudades.

O que pretende fazer após o fim do seu mandato de Reitor?

Isso é fácil (risos). Pretendo voltar para o meu laboratório. Retornar as pesquisas com meus alunos. Estudar algo na área de calorimetria ou materiais. É isso que pretendo fazer. Essa é minha grande paixão: a pesquisa.

Que estilo musical mais gosta?

Adoro bossa nova. Adoro os intérpretes desse estilo. É até difícil citar apenas um cantor ou uma música.


Fale um pouco sobre a sua família.

Bom, minha esposa Rita é professora da UFPI e atual coordenadora do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia – NINTEC.

Nós temos três filhos. O Rodrigo Luiz é advogado, pós-graduado pela Fundação Getúlio Vargas. A Larissa é psicóloga e atualmente faz pós-graduação em São Paulo e a Lissandra é enfermeira e está fazendo pós-graduação na UFPI.

Se o senhor pudesse escolher apenas uma realização para se tornar lembrado pelos estudantes de hoje e pelos estudantes que ainda virão, qual seria?

É muito difícil escolher apenas uma, mas se fosse optar com certeza gostaria que lembrassem de mim como o Reitor do Hospital Universitário. Quando, esse hospital estiver em funcionamento será um ganho imensurável para a comunidade.

O HU será um hospital escola e trará benefícios para todos. Não apenas os estudantes da área de saúde terão a oportunidade de aprender. Outros cursos como Administração, Ciências Contábeis e Jornalismo, por exemplo, poderão se beneficiar do HU em proveito de seus cursos.

O hospital tem uma estrutura moderníssima e já se preocupa com questões como o impacto ambiental causado pelo lixo produzido. Aqui, todo material a ser descartado será antes esterilizado para minimizar os danos.

Ver esse grande hospital escola funcionando vai ser motivo de grande orgulho para mim.

 

A.S.
13/04/2011


Notícias Relacionadas:
Veja mais
Fale com o Medplan : (86) 3131-8888 | medplan@medplan.com.br
Novos números: Atendimento 24h: (86) 3131-0700 Informações: (86) 3131-8888
© 2004-2018 | Medplan Assistência Médica| Todos os direitos reservados | Política de Privacidade | Expediente
Estatísticas: 1212427 Acessos